Biografia

Nasceu em Madrid, o dia 2 de Fevereiro de 1934. Estudou no Seminário de Madrid e no Seminário Nacional de Missões de Burgos (IEME). Foi sacerdote diocesano e misionário do clero secular espanhol. Ejerceu o seu ministério como testigo da Missão, principalmente na Diocese de Tete, em Moçambique, a partir de 1958, data em que foi ordenado sacerdote.   

 

O 6 de Agosto de 1976, quando tinha 42 anos, viajába em um carro em direcção a cidade de Beira para passar umas pequenas férias e foi vítima, junto com um sacerdote, um misionàrio, uma monjá e um miúdo (que ia ao seu lado na parte traseira do carro), duma emboscada na ponte sob o rio Pungue (província de Manica), perto da fronteira de Rodesia (actual Zimbabwe). Foi assassinado a balaços por tropas rodesianas. Esta morte coincidiu coa de 340 moçambicanos, assassinados esse mesmo dia pelas mesmas tropas.

El padre Castro, nome pelo que era conhecido, era muito popular e querido em Tete, fundamentalmente entre as populações pretas mais simples e necessitadas, às que havia dedicado toda a sua vida, destacando um optimismo e uma alegria características da sua maneira de ser.